Acompanhamento fisioterapêutico no trabalho de parto

Atualmente no contexto da humanização do nascimento, o Ministério da Saúde preconiza que a gestante deve estar preparada para o parto. A fisioterapia tem um papel fundamental nesse preparo, este profissional tem a importante função de orientar e conscientizar a mulher para que ela desenvolva toda a sua potencialidade, que será exigida neste momento, tornando-a segura e confiante.

 

Um programa exclusivo é elaborado para acompanhar a mulher durante seu trabalho de parto, com o objetivo de estimular a movimentação da parturiente e as posturas verticais. Essa mobilidade corporal deve ser dirigida para movimentos específicos visando o trabalho de parto: posturas verticais, mobilidade pélvica, movimento articular, relaxamento do períneo, coordenação do diafragma e estimulação da propriocepção.

Recursos utilizados pela fisioterapia no trabalho de parto:

  • Alongamentos, exercícios e técnicas de relaxamento, para prevenir dores e incômodos e deixar o corpo o mais relaxado.

  • Desenvolvimento da conscientização corporal para cada etapa do trabalho de parto.

  • Treino de movimentos da pelve e exercícios específicos que facilitam descida do bebê e aceleram o trabalho de parto.

  • Exercícios respiratórios

  • Métodos não farmacológicos para alivio e controle da dor: acupuntura, eletroestimulação, termoterapia e massoterapia. 

  • Exercícios utilizando recursos como cavalinho, bola suíça, banqueta...

  • Orientações durante todo o trabalho de parto para que essa mulher tenha uma boa experiência e satisfação com o parto.

Benefícios:

  • Ensaios clínicos mostram uma redução significativa de danos perineais em partos vaginais

  • Diminui o tempo da fase ativa do trabalho de parto

  • Aumenta o ritmo e regularidade da contratilidade uterina

  • Aumenta a pressão sobre o colo do útero favorecendo a dilatação cervical

  • Melhor manejo da dor diminuindo a analgesia e anestesia

  • Diminui o uso da ocitocina sintética

  • Maior controle do corpo

  • Maior habilidade para lidar com o medo: reduz a ansiedade e melhora autoconfiança

  • Maior conforto e tolerância à dor 

  •  BOA EXPERIÊNCIA E SATISFAÇÃO COM O PARTO!