Fisioterapia no Pré Natal  

A realização de Fisioterapia já no pré-natal prepara o corpo da mulher para as exigências solicitadas pela gravidez e o pós-parto. São realizados exercícios de fortalecimento e alongamento de músculos específicos, conscientização corporal, correção de posturas inadequadas nas atividades de vida diária, exercícios de relaxamento e de respiração. Esses exercícios auxiliam ainda no alívio de desconfortos como câimbras, inchaço e falta de ar, além de ajudar na preparação para o parto.

Na visão atual do parto, a mulher é tida como protagonista do nascimento do seu filho, exercendo papel ativo. Por isso, a percepção do seu próprio corpo desde o período gestacional, aliada à preparação física, aumenta seu conforto, proporciona bem-estar e gera segurança e confiança para o tão esperado momento do parto.

Além da preparação global do corpo, também é recomendável que a gestante tenha cuidados específicos com o assoalho pélvico. O assoalho pélvico é um conjunto de tecidos de revestimento que fecha a cavidade inferior da pelve (músculos, ligamentos e fáscias). Em conjunto, essas estruturas sustentam os órgãos pélvicos (bexiga, útero e reto), além de terem função no controle da urina, das fezes e na atividade sexual. O Assoalho pélvico tende a enfraquecer durante a gravidez por causa do efeito de hormônios, além da sobrecarga gerada pelo aumento de pressão abdominal. Este enfraquecimento pode trazer disfunções como a perda involuntária de urina, que atinge 60% das gestantes, podendo persistir após o parto.

Durante a gestação o fisioterapeuta avalia o controle, a coordenação, o tônus, a força e a resistência dos músculos do assoalho pélvico e os reabilita de acordo com as deficiências apresentadas.

Ao contrário do que muitas mulheres pensam, o parto normal não é o responsável por disfunções do assoalho pélvico.

 

FISIOTERAPIA NA GESTAÇÃO

 

Os principais objetivos são:

  • Melhorar a percepção corporal

  • Proporcionar relaxamento físico e psíquico

  • Ajudar na circulação

  • Reduzir dores e inchaço

  • Aliviar desconfortos intestinais

  • Melhorar a postura na gravidez e pós-parto

  • Melhorar o controle respiratório

  • Aliviar tensões musculares

  • Promover melhor controle, percepção e fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico

  • Preparar para o trabalho de parto

  • Promover uma recuperação mais rápida no pós-parto